Programa da calculadora HP-12C para calcular Taxas Equivalentes em Juros Compostos




Abaixo apresentamos um programa para você colocar na sua HP-12C para calcular a taxa equivalente em qualquer período,isto é,conhecida uma taxa e seu período pode-se calcular sua equivalente num determinado período.
Observação a tecla xy (da programação abaixo) é a que fica ao lado  da tecla CLX.



Os dois primeiros exemplos da vídeo aula do Prof.Nivaldo Galvão determinada na HP-12C com o uso da programação fica assim:

Teclas                                Visor                     Observação

f    REG                                 0,00                      limpa
1,8   Enter                             1,80                      insere a taxa mensal (%)
12  R/S                                  23,87                    taxa anual equivalente (%)



Teclas                                Visor                       Observação

f    REG                               0,00                       limpa
75  Enter                             75,00                      insere a taxa anual (%)
12    1/x   R/S                       4,77                       taxa mensal equivalente(%)

Aplicações da Função do 1ºgrau


1- Um vendedor recebe mensalmente um salário composto de duas partes: uma parte fixa, no valor de R$ 300,00, e uma parte variável, que corresponde a uma comissão de 8% do total de vendas que ele fez durante o mês.

a) Expressar a função que representa seu salário mensal (Sm):

b) Calcular o valor do salário do vendedor sabendo que durante um mês ele ganha R$ 10 000,00 em produtos.

2- O preço a pagar por uma corrida de táxi depende da distância percorrida. A tarifa y é composta de duas partes: uma parte fixa chamada bandeirada e uma parte variável que depende do número x de quilômetros rodados. Suponha que a bandeirante esteja custando R$ 2,00 e o quilômetro rodado, R$ 0,50.

a) Expresse y em função de x:

b) Quanto se pagará por uma corrida em que o táxi rodou 11Km?

3- Faça no plano cartesiano o esboço do gráfico da função y = 3x – 2:

4- Determine as funções relativa a cada reta no plano cartesiano abaixo:

INEP divulga o gabarito oficial das provas do ENEM 2010

Candidatos chegando em um colégio em São Paulo para o segundo dia de prova.

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) divulgou os gabaritos dos dois dias do Enem-2010 (Exame Nacional do Ensino Médio)

  • GABARITOS OFICIAIS DO 1°DIA DE PROVA
Prova amarela-clique aqui
Prova azul-clique aqui
Prova branca-clique aqui
Prova rosa-clique aqui
  • GABARITOS OFICIAIS DO 2ºDIA DE PROVA
Prova amarela-clique aqui
Prova azul-clique aqui
Prova cinza-clique aqui
Prova rosa-clique aqui

Estudantes vão ter em média 3 minutos para responder cada questão do ENEM

 A prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), que será aplicada neste sábado (6) e no domingo (7), vai dar apenas três minutos para estudantes responderem a cada uma das 180 questões cobradas.
É metade do tempo fornecido pelo vestibular da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) - seis minutos e 25 segundos para cada questão, na primeira fase - e menos que os quatro minutos e 25 segundos dados pelo próprio Enem antes de 2009, quando várias mudanças ocorreram no exame, como o aumento no número de perguntas.
 
Exame cansativo

Outro grande problema do Enem é ter se tornado uma avaliação cansativa. O diretor de vestibulares do cursinho Anglo, Alberto do Nascimento, compara a prova a uma "maratona de questões".
No domingo (dia 7), além das questões de múltipla escolha, é cobrada uma redação dissertativa. O pessoal já se cansou muito no sábado e enfrenta outra batalha no dia seguinte. O ideal é que cada prova fosse em uma semana diferente. Isso resolveria o problema também dos alunos judeus, que por questões religiosas não podem fazer o Enem no horário normal do sábado.


Saiba como será o Enem

A prova vai começar às 13h em ambos os dias de prova. Os portões vão ser abertos às 12h30 e serão fechados às 12h55 - não será permitido entrar depois disso nas salas de exame.
O Enem, que passou por diversas mudanças no ano passado, vai ser composto por 180 questões de múltipla escolha - 90 no dia 6 de novembro (45 de ciências da natureza e 45 de ciências humanas) e 90 mais uma redação no dia 7 (45 de linguagens e 45 de matemática).
Não é permitido usar celular, relógio e MP3 Player durante a prova. O estudante é orientado pelo MEC (Ministério da Educação) a levar apenas caneta de tinta preta e documento de identidade na hora do exame.


Unesp abre processo disciplinar por "rodeio das gordas"

A Universidade Estadual Paulista (Unesp) instaurou nesta quinta-feira (28) processo disciplinar contra dois estudantes do campus de Assis, em São Paulo, após denúncias de agressão a alunas em jogo batizado de “rodeio das gordas”. O processo foi aberto em reunião extraordinária da congregação, com a presença de diretores, funcionários, professores e alunos. No encontro, foi aprovada ainda uma moção de repúdio às agressões.
Segundo relatos, no "rodeio das gordas", alunos se aproximavam das garotas fazendo perguntas, como se fossem paquerá-las. Depois, agarravam as garotas, de preferência obesas, e tentavam ficar sobre elas o máximo de tempo possível, como se estivessem em um rodeio. Ao menos 50 estudantes teriam participado.
Os agressores usariam ainda uma comunidade no Orkut para incentivar que os estudantes cronometrassem o tempo que mantinham a garota presa e para sugerir premiações para quem ficasse mais tempo sobre a menina. Há relatos de que os estudantes gritavam, dizendo "pula, gorda bandida".
Alguns estudantes que repudiaram esse episódio absurdo fizeram um protesto em frente da universidade.

 


O ENEM deste ano exige do candidato caneta de tinta preta e veta o uso de lápis e relógios durante a prova

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano terá restrições mais rígidas durante a realização das provas, em 6 e 7 de novembro deste ano. Os estudantes poderão usar apenas caneta esferográfica preta. Lápis e relógio estão proibidos de entrar nas salas de exame por questões de segurança, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).
Outros itens que devem ficar fora das salas, segundo o instituto, são borracha, apontador, lapiseira, grafite, livros, manuais, impressos, anotações, máquinas calculadoras e agendas eletrônicas ou similares, telefones celulares, pagers, bip, walkman, gravador, mp3 ou similar, ou qualquer receptor ou transmissor de dados e mensagens.
Os estudantes deverão levar documento de identificação original e cartão de confirmação da inscrição, enviado pelo correio e disponibilizado na página de acompanhamento do inscrito.
Segundo o Inep, quem não apresentar o documento de identificação original será proibido de entrar na sala de provas. O mesmo ocorre com quem estiver com documento ilegível pelo mau estado de conservação.
"Considera-se como documento de identidade a cédula de identidade expedida por Secretarias de Segurança Pública, pelas Forças Armadas, Polícia Militar, Polícia Federal, a identidade expedida pelo Ministério das Relações Exteriores para estrangeiros, a identificação fornecida por ordens ou conselhos de classes que por lei valham como documento de identidade, a Carteira de Trabalho e Previdência Social, o Passaporte e a Carteira Nacional de Habilitação com fotografia (na forma da lei nº 9.503, de 1997)", afirma guia do Inep.
As provas ocorrerão das 13h às 17h30 de 6 de novembro, com questões de ciências humanas e suas tecnologias e ciências da natureza e suas tecnologias. No dia 7 de novembro, a prova será realizada das 13h às 18h30, com perguntas sobre linguagens, códigos e suas tecnologias, além de redação, e matemática e suas tecnologias.

Dificuldade em Matemática pode ser sinal de Discalculia

Na reta final do ano letivo, esse tipo de transtorno, de difícil diagnóstico, pode estar por trás do desempenho ruim do estudante na matemática - a má performance escolar, porém, pode ser influenciada por inúmeros fatores.
Para saber a dimensão atual da população brasileira atingida pela discalculia, o psicólogo Pedro Pinheiro Chagas, pesquisador do Laboratório de Neurologia do Desenvolvimento da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), coordena desde 2008 um estudo sobre a prevalência da disfunção no Brasil.
- Ainda existem poucas pesquisas sobre o tema no país, ao contrário do que ocorre com a dislexia (distúrbio relacionado à linguagem), área do conhecimento que já evoluiu bastante.
Para o cientista político Alexandre Barros, de 68 anos, que descobriu ser discalcúlico aos 55, a dislexia é mais conhecida e tratada porque as pessoas vivem de palavras. Segundo ele, "de certa maneira, é mais fácil esconder a dificuldade com números do que com a linguagem".
Especialistas concordam que o diagnóstico do distúrbio é muito complexo e que depende da avaliação de uma equipe multidisciplinar. Quézia Bombonatto, presidente da Associação Brasileira de Psicopedagogia, explica que a discalculia é genética e acompanha o indivíduo durante toda a vida.
Segundo o neurologista Luiz Celso Pereira Vilanova, professor da Universidade Federal de São Paulo, é comum que a discalculia esteja associada a outros distúrbios, como a dislexia e o TDAH ( transtorno de déficit de atenção com hiperatividade).
- É mais raro ter apenas a dificuldade com os cálculos matemáticos. Estudos apontam a incidência de uma em cada 40 mil pessoas.
Fonte:R7

Operações com radicais e uma aplicação na Geometria Espacial



Exercícios proposto referente a vídeo aula do Prof.Nivaldo Galvão

1)Simplifique os radicais:

√90=

√27 + √243 + 2√3=


2)Calcular a diagonal de um paralelepípedo retângulo cujas dimensões são 4cm,3cm e 12 cm.


3)A diagonal de um paralelepípedo retângulo mede 5√2m.Sabendo que duas de suas arestas medem 3m e 5m,calcule a medida da aresta desconhecida.

Para conferir suas respostas clique aqui.




Enem deste ano tem 4,6milhões de candidatos inscritos

Mais de 4,6 milhões de estudantes se inscreveram para participar do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) de 2010. Exatamente 4.611.441 candidatos são esperados para fazer as provas nos dias 6 e 7 de novembro.
O número de inscritos em 2010 é o maior desde que o exame foi criado em 1998. O recorde anterior tinha sido registrado no ano passado, quando a prova passou a ser utilizada nos processos seletivos das universidades federais. Cerca de 4,1 milhões de estudantes se inscreveram para o exame em 2009, mas a abstenção foi superior a 30%.
O estado com mais candidatos inscritos é São Paulo: 827.818. Em seguida vêm Minas Gerais (538 mil), a Bahia (428 mil), o Rio de Janeiro (314 mil), Rio Grande do Sul (295 mil), Paraná (228,4 mil), Pernambuco (228 mil) e o Ceará (208 mil). O Sudeste e o Nordeste concentram quase 70% dos participantes.
Segundo os dados do MEC ( Ministério da Educação), a faixa etária dos participantes é variada. Cerca de 70 mil têm menos de 16 anos e mais de 1 milhão têm entre 16 e 17 anos. Pouco mais de meio milhão têm 18 anos, 394 mil têm 19 anos e 304 mil têm 20 anos. Os candidatos entre 21 e 30 anos somam 1,5 milhão e os maiores de 30 são 691 mil.
A maioria dos candidatos - cerca de 2, 7 milhões - já concluiu o ensino médio em anos anteriores. Outros 1,3 milhão estão atualmente cursando o último ano da etapa – desses, 1,1 milhão são de escola pública. Pouco mais de 500 mil só concluirão a etapa depois de 2010 e participam do Enem como treineiros.
O exame terá 180 questões de múltipla escolha e uma redação. No primeiro dia (sábado, 6 de novembro), as provas serão de ciências da natureza e humanas, cada uma com 45 questões. No domingo (7), os candidatos serão avaliados em matemática e linguagens, cada uma com 45 questões, além da redação.

Enem para pessoas privadas de liberdade inscreve até o dia 22 de outubro


O prazo de inscrição para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2010 para pessoa privadas de liberdade e jovens sob medida socioeducativos (menores da Fundação Casa) vai até o dia 22 de outubro, segundo a retificação do edital nº4/2010, no Diário Oficial desta segunda-feira (11).
A inscrição deve ser realizada exclusivamente pela internet. A entidade contratada pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) para realizar o exame vai entrar em contato com o responsável pedagógico da unidade para verificar a viabilidade do atendimento da solicitação.
O Enem será aplicado junto dos mais de 4,6 milhões de candidatos já inscritos, nos dias 6 e 7 de novembro, em todo o Brasil. A exame terá 180 questões de múltipla escolha e uma redação. No primeiro dia (sábado, 6 de novembro), as provas serão de ciências da natureza e humanas, cada uma com 45 questões. No domingo (7), os candidatos serão avaliados em matemática e linguagens, cada uma com 45 questões, além da redação.
Inscrições para pessoa privadas de liberdade clique aqui.
Fonte: MEC

Brasileiros são destaques na olimpíada Ibero-Americana de Matemática

O Brasil conquistou o primeiro lugar na 25ª edição da Olimpíada Ibero-Americana de matemática, em Assunção, no Paraguai. Com duas medalhas de ouro e duas de prata, o país foi o maior destaque entre 21 participantes. O estudante Marcelo Tadeu de Sá Oliveira Sales, de Salvador, que atualmente mora e estuda em São Paulo, obteve o maior número de pontos na competição. A outra medalha de ouro ficou com Deborah Barbosa Alves, de São Paulo.
O catarinense Gustavo Empinotti, que estuda em São Paulo, e Matheus Secco Torres da Silva, do Rio de Janeiro, conquistaram medalhas de prata.
A olimpíada é disputada desde 1985. Os objetivos principais da competição são fortalecer e estimular o estudo da matemática, contribuir para o desenvolvimento científico da comunidade ibero-americana, identificar jovens talentos e incentivar a troca de experiências entre os participantes.

Professor de Taiwan desenvolve fórmula matemática para diminuir fila

Cálculo ajuda a minimizar tempo de espera e a melhorar qualidade no atendimento.A ciência parece ter encontrado um jeito de resolver o problema de quem perde muito tempo na fila, algo que deixa muita gente irritada.
Um professor de Taiwan desenvolveu uma fórmula que pode agilizar a fila em restaurantes e em vários tipos de estabelecimentos que costumam criar longas filas de espera.
Pen-Yuan Liao, professor de gestão de negócios da Universidade Nacional de Miaoli, em Taiwan, resolveu encontrar um jeito de fazer pequenas diminuições no tempo de espera que resultem em uma melhor qualidade no serviço e em mais vendas.
- A perda de dinheiro criada por sistemas ineficientes de fila são difíceis de estimar, mas é uma forma eficiente e criativa para calcular os custos em função da espera.
Liao desenvolveu uma fórmula científica chamada de “índice de frustração”, cujo símbolo é a letra grega teta. O índice é resultado entre o comprimento estimado da fila e a taxa média de chegada em um determinado intervalo de tempo.
Ao multiplicar o índice, o comprimento da fila e a média de chegada o resultado é o número de clientes frustrados que irão deixar seu lugar na fila em um determinado intervalo de tempo.
Segundo Liao, a fórmula permite ao gerente de um estabelecimento determinar o número ideal de funcionários para atender a fila, diminuindo o custo total.
Ele testou com sucesso a fórmula ao aconselhar um gerente de lanchonete quantos funcionários tinham de servir a qualquer momento, dependendo do índice.

Lei matemática explica força de furacões

A força dos furacões segue uma simples lei da matemática, uma descoberta que poderá ajudar a prever como eles reagirão às mudanças climáticas, revelaram cientistas na revista New Scientist .
Álvaro Corral, do Centro de Pesquisas Matemáticas em Barcelona, na Espanha, e sua equipe investigaram registros de furacões de quatro bacias oceânicas (áreas extensas e profundas com relevo relativamente plano) ao redor do mundo entre 1966 e 2007.





Para cada furacão conhecido, eles calcularam quanta energia liberavam, baseados na velocidade dos ventos e em quanto tempo os furacões duravam.
 Independentemente da região, os pesquisadores descobriram que a proporção entre furacões fortes e mais raros e os mais fracos e mais frequentes era sempre a mesma, não importava onde ele ocorresse. Apenas os furacões mais fracos e os mais fortes não se enquadravam no padrão, chamada lei de potência.
A equipe também estudou o efeito da temperatura da superfície do mar sobre os furacões. A proporção entre os furacões fracos e os fortes em cada ano era parecida se o ano era quente ou frio. Mas a maioria dos furacões mais poderosos aconteciam em anos quentes.
Eles também observaram o mesmo efeito em anos afetados pelo fenômeno climático El Niño.
Há anos que existe uma polêmica sobre se as mudanças climáticas vão aumentar a intensidade dos furacões. Corral diz que os resultados sugerem que, à medida que as temperaturas aumentam para níveis nunca experimentados antes, haverá uma maior incidência de furacões mais fortes.
Mas ele explica que ainda é difícil afirmar isso com 100% de certeza.
- Ainda não sabemos o que vai acontecer se as temperaturas ficarem ainda maiores do que as que tivemos.

Equação matemática pode explicar famoso gol de jogador brasileiro

O famoso gol de Roberto Carlos é visto por muitos como um dos gols mais incríveis da história do Futebol. Foi marcado no ano de 1997, durante um amistoso contra a seleção da França, em Paris. Após o chute de Roberto Carlos a bola seguiu uma trajetória inusitada, isso tendo em vista o tamanho da curva que a mesma fez, o que acabou deixando o goleiro da seleção francesa, Fabian Barthez, totalmente sem reação.
Recentemente foi publicada uma matéria na revista científica New Journal of Physics, onde se é afirmado que aquele gol do brasileiro não foi um golpe de sorte; cientistas franceses estudaram a trajetória da bola e afirmam que a jogada pode ser repetida, desde que a bola seja chutada com muita força, com o efeito correto e, o mais importante, a uma grande distância do gol.
A jogada de Roberto Carlos foi definida por muitos como “gol impossível” ou, ainda, como o “gol que desafia a física”, porém os cientistas apresentaram a fórmula para tal gol através de cálculos matemáticos:


Em entrevista dada a BBC, o físico Christophe Clanet, da Ecole Polytechinique de Paris, disse que “nós mostramos que a trajetória natural de uma esfera quando ela gira é um espiral”. Clanet ainda disse que a trajetória da bola é em formato de caracol, com a curvatura aumentando à medida que a bola viaja no ar. Logo, como Roberto Carlos estava muito longe do gol, 35 metros, a trajetória em espiral ficou absurdamente visível.
Segundo os físicos, se a bola não encontrasse obstáculos pela frente, como à rede do gol, ela ainda faria mais curvas para a esquerda até entrar em espiral, isso caso não sofresse também a ação da gravidade. Nas simulações feitas os cientistas usaram tanques com água e algumas bolas plásticas com a mesma densidade da água, tudo isso para estudar somente a trajetória – isso através da eliminação da turbulência aérea dos efeitos da gravidade.
Segundo Christophe, “em um campo de futebol, às vezes nós vemos algo próximo a essa espiral ideal, mas a gravidade modifica um pouco as coisas”, porém, se “o chute for potente o suficiente, como o de Roberto Carlos, é possível minimizar o efeito da gravidade”.
Além de o fator mais importante, segundo o físico, ser á distância: “se a distância é pequena, você só vê a primeira parte da curva. Mas como a distância era grande no chute de Roberto Carlos, você vê a curvatura aumentando. Então você vê a trajetória completa”.

1/5 dos estudantes saem da 3ªsérie do Ensino Médio sem saber a Matemática do nível do 5ºano(antiga 4ªsérie)


Um quinto dos alunos que terminam o ensino médio no Brasil não sabe em matemática nem o que se espera para um estudante do 5º ano (ou 4ª série) do fundamental. A informação é da reportagem de Antônio Gois.
Ainda de acordo com o texto, apenas 11% têm conhecimento adequado para este nível de ensino na disciplina. No caso dos estudantes com conhecimento abaixo do 5º ano, isso significa que fazem apenas operações básicas como soma e divisão. Ao se depararem com gráficos com mais de uma coluna ou na hora de converter medidas,como quilogramas em gramas, apresentam dificuldades.
Os dados foram obtidos pela Folha a partir da Prova Brasil e do Saeb, exames do Ministério da Educação que avaliam alunos de escolas públicas e particulares em matemática e português. Entre todos os níveis analisados.A prova avalia alunos no 5º e 9º anos do fundamental, além da última série do médio, o pior desempenho foi em matemática no 3º ano do antigo colegial.

FONTE:FOLHA

Garoto de 15 anos é aprovado em Universidade Inglesa


Um adolescente de 15 anos foi aprovado na universidade de Cambridge, na Inglaterra. Arran Fernandez começará o curso de matemática na Fitzwilliam College, em outubro. Ele é o aluno mais jovem a ingressar em Cambridge desde que William Pitt esteve na universidade, em 1773. Fernadez , que foi educado em casa por seu pai, Neil, disse que está ansioso para ir para Cambridge. - Estou animado para estudar lá, mas já estou acostumado com os recordes quando se trata de ser o mais novo em assuntos de educação. O adolescente também foi a pessoa mais nova a conseguir um certificado de educação secundária, exame feito por estudantes entre 14 e 16 anos, ele tinha cinco anos quando conseguiu o primeiro. Como é menor de idade Arran não poderá participar das festividades de recepção aos calouros que duram uma semana e geralmente envolvem muita bebida alcoólica. Mas o garoto, que já planeja entrar para a sociedade de observadores de pássaros da universidade, diz não se importar muito com isso. - Mesmo se eu tivesse 18 anos eu não gostaria de sair por aí bebendo. Não acho que esteja perdendo muita coisa. O estudante entrou para Cambridge com nota máxima não só nas matérias específicas de seu curso, como física e matemática, mas também em disciplinas de outras áreas de estudo, no caso, literatura, francês e inglês. O curso de Arran é considerado um dos mais difíceis da universidade. Entre outros alunos da habilitação estão Isaac Newton e Stephen Hawking, considerado o maior físico ainda vivo.

Loyola Brandão chama os pais que pedem o recolhimento de seu livro de "burros".

Ele se refere a um grupo de pais em Jundiaí que pediu ao Ministério Público o recolhimento do livro “Cem melhores contos brasileiros do século”, distribuído em escolas da rede pública. Eles alegam que o conto “Obscenidades para uma dona de casa”, escrito por Brandão, é inapropriado para alunos do ensino médio.
“Nesse momento eu acesso a internet e vejo jovens mandando e-mails com imagens nuas para os amigos. Vejo mensagens no Twitter, de jovem para jovem, muito obscenas. Se você pegar a série ‘Crepúsculo’, tão endeusada, tem muita sacanagem”, diz o escritor. “Eu me pergunto, onde estão esses pais que não conversam com os filhos, que não perguntam o que eles acham de sexo, de erotismo, de palavrão. Que mentalidade é essa, 1500? Em 2010 isso não faz sentido”.
Segundo Gilberto Aparecido da Rosa, pai de duas adolescentes gêmeas de 17 anos, a linguagem do conto “é muito chula para os padrões acadêmicos”. “Acho que os jovens não mereceriam receber uma linguagem dessas dentro das escolas”, afirma.
Brandão diz que esse tipo de abordagem em relação ao livro não é novidade. “Já aconteceu em Jundiaí, já aconteceu em Piracicaba, já aconteceu em Avaré, já aconteceu em Santos”, enumera. “É um livro distribuído para a rede estadual, foi a Secretaria de Educação que escolheu”.
O conto, que foi publicado pela primeira vez em 1983 na revista “Ele & Ela”, narra a história de uma mulher que recebe cartas de um desconhecido, e é baseado em uma história real, que teria acontecido com uma vizinha do escritor.
Sem obscenidades
Para ele, o texto, que já foi publicado em dez línguas e virou vídeo e monólogo teatral, não é obsceno. “Ele é erótico, é sensual, mas é poético. Já foi tema até de vestibular! Não existe obscenidade na arte, a não ser quando ela é pornográfica, e isso é a última coisa que o conto é”, afirma.
Irônico, Brandão agradece aos pais “por terem chamado a atenção para uma obra de arte” e diz não se preocupar com os processos. “Acho que vou ser preso”, brinca. “Estou absolutamente tranquilo. Faço literatura e vou continuar a fazer. Se eu me preocupasse com isso não escrevia nenhuma linha”.

Projeto-Escola do Amanhã

O projeto Escola do Amanhã tem ajudado no desempenho dos alunos da rede municipal no Rio de Janeiro.
As unidades, que ficam em áreas de risco, obtiveram melhorias no ensino.









Especialistas orientam estudantes na escolha da carreira profissional

Eles têm entre 16 e 18 anos. É agora que devem decidir qual profissão seguir. Confusão faz parte.
Essa feira organizada pela Universidade de São Paulo (USP) mostra os altos e baixos de cada curso e as necessidades da profissão. Mais de 1.500 estudantes visitaram os estandes.
Há, no País, 274 cursos universitários, quase cinco vezes mais do que os 58 cursos que existiam na década de 80.
Antigamente era assim, se gostava de matemática. seria um futuro engenheiro. Redação: jornalista. Hoje, você pode se dar muito bem de química e se tornar um publicitário. Por que não? Algumas perguntas podem ajudar na hora de escolher uma faculdade.
- Você quer trabalhar com crianças, adultos, animais ou natureza?
- Qual o seu talento? Construção civil, tecnologia ou educação?
- Você quer trabalhar em período integral ou meio período?
- Quer ter horário fixo ou flexível?
- O lugar onde você quer trabalhar é uma cidade grande ou pequena?
- Seu objetivo é ganhar dinheiro ou se realizar profissionalmente?
"O trabalho de orientação profissional tem duas partes. Uma parte é o autoconhecimento, em que o estudante teve que pensar a respeito dele mesmo, e uma segunda etapa, que a gente apresenta as possibilidades. A partir daí, vai começar uma parte de busca de informação profissional o mais atualizada possível”, explica Maria da Conceição Uvaldo, coordenadora do Instituto de Psicologia da USP.

Um núcleo de orientação vocacional desenvolveu um Jogo das Vocações para auxiliar os estudantes. Não é um teste que indica qual profissão seguir, a proposta é que ele ajude o estudante a pensar nas variáveis que envolvem a decisão profissional para que ele tenha mais condições de fazer sua opção.(saiba mais no vídeo abaixo)

Intercâmbio é uma boa opção de estudo

Deixar o país para estudar um idioma estrangeiro, ou realizar um curso de especialização, pode ser um bom investimento na carreira e uma grande experiência pessoal. Hoje em dia, existem opções de intercâmbio para todos os gostos e bolsos.








A importância de despertar a educação financeira desde cedo nas crianças

As crianças começam a desejar já nos primeiros meses de vida. É justamente neste momento que, segundo os especialistas, a gente deve começar a trabalhar a educação econômica deles. Mas, independentemente da idade, os conceitos e os valores devem ser transmitidos e reforçados no dia a dia, para que eles sejam mesmo incorporados. Não é uma tarefa fácil. Exige disciplina e muita determinação. É um processo de aprendizado que precisa envolver as crianças.
Na infância, para compreender o significado de lucro e prejuízo e entender a importância de economia, só experimentando. Os alunos do quinto ano de uma escola de Americana, no interior de São Paulo, receberam um desafio: economizar dinheiro o ano inteiro.
"No final do ano, a gente vai ter um acampamento e é muito caro. Alguns pais não conseguem pagar”, diz Henrique Sai, de 10 anos.
O desejo de todos é único: o acampamento em um parque ecológico. “É bem legal, porque a gente está vendendo uma coisa para conseguir o que a gente quer, que é ir ao acampamento”, comenta Júlia Rodrigues, de 10 anos.
Os alunos precisam de R$ 4,2 mil e já têm R$ 2,2 mil. Na aula, eles fazem reajustes no preço, definem a margem de lucro.
"A gente está tendo bastante lucro, porque aumentou a venda", explica uma menina. "Podia diminuir o preço, porque as pessoas iam comprar mais”, comenta Felipe Nebesnyj, de 10 anos. E os alunos até abriram uma conta no banco para eles. “No início, vendíamos apenas pipoca e bidu. E era um valor baixo: R$ 0,50. Demorava um pouco para eles terem lucro. Então, a gente combinou de vender o cachorro-quente que dá um lucro maior”, conta a professora Ariádila Andrade.
Fora a preparação do lanche, que é feita por funcionários da escola, os alunos cuidam de tudo. Arrumam as mesas, montam o caixa, os pontos de venda, atendem os consumidores. A venda é feita uma vez por semana e faz sucesso entre os outros alunos.
No fim do dia, depois de contarem o dinheiro, precisam prestar contas dos ingredientes comprados pela escola. "Às vezes, eles brigam, porque eles não querem me pagar. Eles querem que o colégio assuma essa dívida”, diz a secretária financeira Regina Célia Mendes.
"Quando a gente recebia o dinheiro, a gente ficava com mais. Vinha a diretora com uma conta enorme, a gente pagava e perguntava: tem que pagar mesmo?”, conta Maria Júlia Rizato, de 10 anos.
A proposta foi apresentada ao colégio pela professora Maria Belintane Fermiano, da Unicamp. Por cinco anos, ela acompanhou alunos de 8 a 14 anos.
“Nossas crianças têm um perfil muito diferente do perfil de quando éramos crianças, porque nos não lidávamos tanto ou quase nada com o dinheiro. Eles, não. Eles já são clientes. Eles já têm um mercado voltado para eles. Eles precisam aprender", afirma Maria Belintane Fermiano.
O primeiro passo, segundo ela, é a reflexão dos pais. Como distinguir desejos de consumo de necessidades reais? Quando eles reconhecem as diferenças, conseguem orientar os filhos. Fazer uma espécie de livro caixa com eles, anotando entrada e saída do dinheiro, ajuda a visualizar melhor os gastos.
“A escola vem como auxiliar, abrindo possibilidades desta educação econômica acontecer efetivamente”, afirma professora Maria Belintane Fermiano, da Unicamp.
A decoradora Marcela Argento garante: o apoio da escola faz toda a diferença. "Antes, eu comprava e depois fazia a conta. Hoje, eu faço conta para comprar”, afirma.


Fonte:G1

Trote humilhante na Universidade de Brasília

FOTO-Calouros eram obrigados a procurar um sabonete em um poço de lama e sujeira.
Calouros do curso de agronomia da Universidade de Brasília (UnB) foram submetidos a situações humilhantes nesta terça-feira, quando participavam do que deveria ser a acolhida deles na universidade. O trote elaborado pelos veteranos uniu muita sujeira e “brincadeiras constrangedoras”, o que preocupou a reitoria da instituição.
Segundo relato da UnB Agência, os estudantes tiveram de escorregar em uma poça d’água no meio do corredor do Minhocão, o principal prédio da universidade, sujos de tinta, café, ovos, farinha e vinagre. Os calouros também tiveram de lamber leite condensado em uma linguiça encapada com preservativo, andaram em fila indiana agachados com as mãos por baixo das pernas Para o reitor da UnB, José Geraldo de Sousa Junior, o trote foi agressivo e inadequado para um ambiente universitário. “Essa não é uma maneira adequada de dar boas vindas aos novos alunos. São atitudes que ferem a ética universitária”, afirmou. Por causa desse tipo de excesso, os trotes sujos e agressivos serão tema da próxima reunião do Conselho de Ensino Pesquisa e Extensão (CEPE), em 22 de julho.
Diante dos argumentos de que os trotes são apenas brincadeiras, em que nenhum estudante é obrigado a participar, inúmeros eventos têm surpreendido professores e até universitários da UnB. Este ano, uma professora denunciou que veteranos percorreram o campus com megafone e estouraram uma bomba próxima à sala de aula. Denúncias de trotes homofóbicos também foram feitas na UnB e participaram de uma gincana organizada em um “curral” improvisado atrás do prédio.
Primeiro, os calouros rodaram ao redor de um cabo de vassoura com a testa em uma das extremidades até ficarem tontos. Depois, foram colocados em uma piscina de lama com pedaços de vegetais, legumes, folhas, galhos e lixo. Por fim, ainda tiveram de recolher dinheiro pelo campus.

Fonte:IG

Área da Educação é a que mais emprega pessoas com deficiência físicas

Dados do Ministério do Trabalho e da Rais (Relação Anual de Informações Sociais) mostram que a área da educação é a que mais emprega deficientes no Estado de São Paulo. Cerca de 17.407 pessoas com deficiência, o que representa 15,5% dos profissionais no mercado, trabalham neste setor.
Lunamara Battistella, secretária de Estado dos Diretos das Pessoas com Deficiência, órgão resposnável pelo levamtamento, afirma que o setor educacional lidera esse ranking porque contém "ao menos duas situações relevantes" - uma delas é a aceitação mais fácil de um pofessor de cadeira de rodas, por exemplo, na sala de aula. O outro fator é que a área tem muitas vagas para profissionais com baixa qualificação, “como serventes”.
O segundo maior empregador é o comércio varejista. São 9.494 trabalhadores (8,5% do público). Atrás da área da educação e do comércio varejista estão a fabricação de veículos automotores, reboques e carrocerias e atividades de atenção à saúde humana, com 6,8% e 4,4%, respectivamente. Os dados do ministério mostram que o número de pessoas com deficiência no mercado de trabalho cresceu 154 vezes em São Paulo – de 601, em 2001, para 92.662 em 2008.
Uma das explicações para o crescimento expressivo é a criação da Lei de Cotas que estabelece um percentual mínimo de pessoas com deficiência (entre 2 e 5%) nas empresas com mais de cem funcionários. Em 2008, também foi criado o um programa para pormover a inclusão no mercado de trabalho, o Programa de Empregabilidade da Pessoa com Deficiência, pela secretaria em parceria com a Serasa Experian.

Brasília lidera casos de bullying nas escolas

Uma pesquisa do IBGE revela que Brasília é a cidade com mais casos de bullying no país.A maioria dos casos de agressão e humilhações,aconteceu em escolas particulares.









Perfil do agressor e da vítima

De acordo com o pediatra Aramis Antonio Lopes Neto, autor do livro Diga Não ao Bullying, editado pela Abrapia, tanto meninos quanto meninas praticam e são alvos do bullying. Geralmente, eles partem para a violência física e ameaças enquanto elas se encarregam da difamação, informa.
Entre os principais agressores estão jovens de 6 a 14 anos, autoconfiantes, populares, agressivos com os pais e os professores, impulsivos e que sentem prazer em dominar e ver o outro sofrer. Geralmente provocam com ofensas, apelidos maldosos, chutes, empurrões, quebra ou roubo de pertences.
Devido às agressões, as vítimas passam a demonstrar insegurança e problemas emocionais e psicológicos, como depressão, baixa autoestima, medo de ir à escola e bulimia. Outros sinais que os pais devem observar é a queda no rendimento escolar, alteração no sono, irritabilidade, vômito sem causa aparente e a invenção de dores para faltar ao colégio. Alguns adolescentes chegam a ter intenções suicidas.

O papel da escola

Não existe escola sem bullying. A instituição que diz isso desconhece o assunto ou se nega a enfrentá-lo, afirma o pediatra Lauro Monteiro. A orientadora educacional Sônia Gomes Teixeira, do Centro Educacional Miraflores, do Rio de Janeiro, diz que os funcionários devem ser treinados para identificar o bullying e intervir imediatamente, com o auxilio da pedagoga. É preciso fazer constantemente campanhas de conscientização e palestras alertando sobre o problema, além de trabalhos que promovam a solidariedade, a tolerância e o respeito às diferenças sociais


Universidade não aceita acordo com Geisy

O advogado da Universidade Bandeirante (Uniban), descartou na tarde desta quinta-feira (1º de julho/10) qualquer possibilidade de acordo com a estudante Geisy Arruda, de 20 anos, que move uma ação de danos morais contra a instituição de ensino. A declaração foi dada durante uma pausa na primeira audiência desse processo que acontece na 9ª Vara Cível do Fórum de São Bernardo do Campo, no ABC.
Quando perguntado sobre a possibilidade de fazer um acordo com a ex-aluna, o advogado foi incisivo: “Não se faz um acordo com alguém que pede algo absolutamente descabido. Acho até que ela deveria pagar para a Uniban uma indenização pelos problemas que causou, como exposição que dava a impressão de que se tratava de uma instituição brutal”, afirmou.
Ao chegar junto com seu advogado para depor , Geisy, que pede uma indenização de R$ 1 milhão, disse que estava disposta a fazer um acordo com a universidade.
Fonte:G1

Moradores de rua se distraem usando a internet.

Moradores de rua e de albergues de São Paulo passam suas tardes em postos espalhados por todo o Estado, vendo seus e-mails, jogando, estudando e procurando empregos.Tudo isso sem gasto nenhum, apenas fazendo um cadastro."O morador de rua geralmente fica o dia todo (no posto), principalmente durante a tarde", explica Pedro de Faria, 63, que trabalha há sete meses no projeto. Ele conta que alguns deles chegam ao local carregados de sacolas, trazendo tudo o que têm.Jorge Nunes da Silva, morador de um albergue na Bela Vista, diz que usa seus minutos no computador para tentar decolar na política.Já Ancelmo Moreira Silva, 32, vivendo em albergues desde que se separou da mulher, inclui em sua rotina as oficinas no albergue e tardes na internet.

Ter livros em casa aumenta o grau de educação das crianças

Por muito tempo se acreditou que o grau de estudos dos pais era um fator importante e determinante para a formação acadêmica dos filhos, mas, segundo uma pesquisa da Universidade de Nevada, a questão foi posta em dúvida. Segundo os pesquisadores, ter livros em casa é crucial para o aumento do grau de escolaridade dos filhos – e é mais importante do que o nível educacional dos pais.
Durante 20 anos, os pesquisadores analisaram hábitos de pais e crianças, assim como seus currículos, e chegaram à conclusão que as crianças que tiveram livros em casa avançaram pelo menos 3 anos no grau de escolaridade em comparação ao dos pais. De acordo com a psicopedagoga Maria Cristina Natel, a existência de livros é altamente benéfica para as crianças. “Nesta atmosfera, a criança tem uma imersão no ambiente da cultura e das letras, e isso faz com que ela se habitue ao universo da leitura, até mesmo antes de entrar na escola”, explica.
A pedagoga Célia Abicalil, coordenadora do Grupo de Pesquisa do Letramento Literário da Faculdade de Educação da UFMG, diz que a leitura forma o sujeito para a sociedade, porque faz com que ele tenha uma visão mais ampla de tudo que o cerca. “Uma criança que lê se torna um adulto mais inteiro no seu modo de olhar para o mundo”, diz.
Abicalil completa que o primeiro passo para incentivar a leitura é proporcionar o acesso aos livros, mas também aponta a importância de criar o hábito nos filhos. “Isso é fundamental para que eles se acostumem com o trabalho da leitura”, diz. Natel explica que os pais têm um papel importante nesta formação. “Não basta ter o livro em casa, o adulto precisa mediar o objeto de conhecimento”, diz.
Veja algumas dicas das especialistas que podem ser benéficos para estimular seu filho a ler
- Ler para a criança e contar histórias para ela é o primeiro passo. Tal hábito, segundo as pedagogas, pode começar desde a gravidez
- Ler em casa. O hábito de leitura dos pais influencia os pequenos a procurarem também os livros
- Criar um ambiente para a criança ler: um local com prateleiras baixas e com espaço para ela sentar
- Levar a criança em bibliotecas e livrarias
- Quando mais velhas, apresentar livros de assuntos que despertem o interesse e conversar com elas sobre os enredos dos livros

FONTE:IG

Curiosidades Numéricas-A História das transmissões das Copas do Mundo de Futebol

Dizem que o cinema é filho da fotografia, e a televisão, filha do rádio. A primeira partida de futebol aconteceu na Grã-Bretanha em 1872; a primeira transmissão de rádio foi em 1906. Em pouco tempo, os ansiosos ouvintes que não podiam assistir à partida passaram a recorrer ao rádio. Foi assim que nasceu o costume de reunir os amigos e a família para acompanhar os jogos de futebol. Apesar de o rádio ainda ser um narrador fiel, a televisão tornou-se o meio ideal para quem quer acompanhar seu time à distância. E desta forma, perpetua-se a tradição da reunião familiar, entre amigos ou até de desconhecidos em um bar.
Em 16 de junho de 1954, na Suíça, ocorreu a primeira partida televisionada: Iugoslávia e França. A partir deste momento, a televisão não parou de oferecer cada vez mais comodidades ao espectador. O objetivo é sempre aproximá-lo ao ao máximo da experiência de estar nas arquibancadas. A cor é um bom exemplo.
Apesar de os primeiros experimentos de transmissão de imagens coloridas datarem de 1928, levou um bom tempo para que todos os equipamentos fossem substituídos (as câmeras e os receptores). Com diferenças de vários anos em cada país, pode-se dizer que no fim da década de 1970, o mundo inteiro pôde ver a cor da camisa de seus times do coração na telinha.
Hoje, as combinações que a televisão oferece são múltiplas. Quer seja uma televisão analógica, digital, por cabo, satélite, com tubo de raios catódicos, com tela de LCD ou de plasma, com som mono, estéreo ou surround, há uma coisa nunca mudará: o prazer de viver as emoções de uma boa partida de futebol, em qualquer lugar. E se pudermos compartilhar este momento com outras pessoas, tanto melhor.



Fonte:DISCOVERY

Juis de Minas Gerais condena estudante a indenizar colega por bullying

O juiz Luiz Artur Rocha Hilário, da 27ª Vara Cível de Belo Horizonte, condenou um estudante de 7ª série a indenizar uma colega de classe em R$ 8 mil pela prática de bullying, segundo informações do Tribunal de Justiça de Minas Gerais. De acordo com o processo, a estudante ganhou apelidos e começou a ouvir insinuações do colega logo no início do convívio escolar. A menina disse ainda que as “incursões inconvenientes” passaram a ser mais frequentes com o passar do tempo. Segundo a decisão, os pais da garota chegaram a conversar na escola, mas não obtiveram resultados satisfatórios.
Além de indenização por danos morais, a estudante pediu a prestação, pela escola, de uma orientação pedagógica ao adolescente, o que o juiz considerou desnecessário. “O exercício do poder familiar, do qual decorre a obrigação de educar, segundo o artigo 1.634, inciso I, do Código Civil, é atribuição dos pais ou tutores”, disse na decisão.
Ainda de acordo com o processo, o representante do colégio declarou que todas as medidas consideradas pedagogicamente essenciais foram providenciadas.
No processo, os responsáveis pelo estudante disseram que brincadeiras entre jovens não podem ser confundidas com a prática do bullying e afirmaram que o adolescente, após o ajuizamento da ação, começou a ser chamado de “réu” e “processado”, com a pior conotação possível.
Pelas provas, o juiz considerou comprovada a existência do bullying. “O dano moral decorreu diretamente das atitudes inconvenientes do menor estudante, no intento de desprestigiar a estudante no ambiente colegial, com potencialidade de alcançar até mesmo o ambiente extra-colegial”, disse na decisão.
Analisando as atitudes do estudante, o juiz destacou que, apesar de ser um adolescente e estar na fase de formação física e moral, há um limite que não deve ser excedido.
Para ele, as atitudes do estudante “parecem não ter limite”, considerando que, mesmo após ser repreendido na escola, prosseguiu em suas atitudes inconvenientes com a estudante e com outras colegas.
“As brincadeiras de mau gosto do estudante, se assim podemos chamar, geraram problemas à colega e, consequentemente, seus pais devem ser responsabilizados, nos termos da lei civil”, concluiu o juiz.
Fonte:G1


FUVEST divulga as 53 melhores redações do último vestibular

A Fuvest, fundação que organiza o vestibular da USP (Universidade de São Paulo), da Santa Casa e da Academia Barro Branco, divulgou nesta terça-feira (11/05/2010) as melhores redações.
A segunda fase do vestibular foi realizada entre os dias 3 e 5 de janeiro deste ano. Foram convocados mais de 35 mil alunos para essa fase.
O primeiro dia de provas é obrigatório para todos os aprovados na primeira fase. Elas valem, no total, cem pontos, sendo 50 deles destinados à redação.
O exame surpreendeu os estudantes que esperavam uma redação com tema de atualidades, como o aquecimento global. O texto exigia um tema filosófico, sobre os símbolos e a velocidade com que a informação circula no mundo.

Macaco tem noções básicas de Matemática


Experiência mostra que animais conseguem entender operações de adição e subtração.

Um estudo realizado por cientistas alemães descobriu que macacos têm o poder de entender conceitos básicos de matemática, como adição e subtração. Para chegar ao resultado final da pesquisa, professores da Universidade de Tubingen mostraram uma tela cheia de pontos aos animais. Depois de algum tempo, os bichos foram colocados em frente a imagens cheias de pontos. Eles conseguiram identificar qual imagem apresentava quantidade de pontos semelhantes a que viram na tela. As formas das figuras eram trocadas para que se garantisse que os macacos não estavam apenas decorando as imagens. Quando acertavam na comparação, os macacos recebiam maçãs ou água como recompensa. O índice de acerto foi de 90%. Andreas Nieder, professor e coordenador da experiência, disse ao jornal britânico Telegraph que a matemática significa uma vantagem para a espécie. - É uma versão primitiva da matemática que dá uma vantagem de sobrevivência. Por exemplo, na escolha de uma árvore mais abundante em alimentos. Da mesma maneira, o macaco tem a noção do número de indivíduos em seu grupo social e faz uma comparação com a quantidade nos grupos rivais.

Fonte:r7.com

Joyce luta pela vida e estuda para realizar sonho de ser veterinária.


Quando o R7 chegou ao hospital A. C. Camargo, em São Paulo, Joyce Monteiro estudava para uma prova de matemática.
Ela, que tem 12 anos, quer se tornar veterinária.
- Tenho saudade dos meus amigos, mas aqui (na clínica) é mais fácil de aprender. Internada desde setembro de 2009, a garota – que é de Belém do Pará – soube que tinha câncer nos ossos depois de uma fratura durante um jogo de handebol. Os médicos ficaram intrigados pela demora na recuperação. Após pedir novos exames, o problema foi identificado.
A escola da garota, que é particular, ignorava a existência das classes hospitalares. Por isso, a estudante não pôde terminar a sexta série do ensino básico, e repetiu de ano.
Agora, Joyce recebeu alta e continuará os dois meses restantes de tratamento em casa. Nesse tempo, ainda sem ouvir o sino do recreio, ela terá aulas domiciliares.
A garota se prepara para as provas do primeiro bimestre do ano letivo. O único receio que ela tem é da reação dos colegas da escola com a sua aparência, por ter sofrido queda de cabelo com a quimioterapia
Fonte:R7.com

Matemática como tema de música do conjunto D Corpo Inteiro

A Matemática no nosso dia-a-dia

A maioria das pessoas tem medo da matemática, mas será que todos nós nascemos com facilidade para entender cálculos? Veja como pesquisadores, artistas e engenheiros trabalham juntos através da lógica.

Fonte:GLOBONEWS

Matemático russo recusa prêmio milionário

O russo resolveu um problema matemático proposto há mais de cem anos. Pela resolução do teorema, recebeu dois prêmios: a medalha Field, equivalente a um Nobel e US$ 1 milhão, mas recusou os dois.



Fonte:g1.com

Equivalência de Capitais no sistema de capitalização composta

A equivalência de capitais é bastante utilizada na renegociação de dívidas,em particular,na substituição de um conjunto de títulos por outro,equivalente ao primeiro.


  • A importância da data focal


Do ponto de vista teórico,a escolha da data focal é indiferente,mas do ponto de vista prático é mais conveniente escolher uma data focal que facilite o máximo o trabalho do cálculo.

Dependendo da data focal escolhida,um determinado capital poderá ser movimentado para frente ou para trás em relação ao eixo dos tempos.Portanto se quisermos levar o capital para frente,devemos multiplicá-lo pelo fator (1 + i)^n .Se quisermos levar o capital para trás.devemos dividi-lo por (1+ i)^n.


Presídio dá lugar à biblioteca em São Paulo

De um lugar de tristes recordações a um espaço destinado ao lazer e à cultura. Assim São Paulo ganhou uma nova biblioteca, inaugurada este mês, onde funcionou o complexo penitenciário do Carandiru.
São 30 mil livros, computadores ligados à internet e muita liberdade.









Curiosidades Numéricas-Tornados

Imprevisíveis e misteriosos, os tornados surgem em todo o território norte-americano. Não é de se estranhar que uma das histórias mais adoradas da literatura moderna tenha um tornado como protagonista. Em "O Mágico de Oz", a casa de Dorothy é arrancada do chão por um tornado que a transporta magicamente até a terra de Oz. Filmes como "Tornado" também especulam sobre o método dos "caçadores" deste fenômeno da natureza. Como é muito difícil prever o local em que um tornado surge, cientistas que pretendem estudá-lo vivem em constante alerta, esperando o local e o momento certo para encontrá-lo.
Os tornados destroem tudo ao seu redor, mas... sabe o que os detém? Nada mais, nada menos do que a própria acumulação da poeira e dos objetos "tirados" da terra. À medida que o vértice do tornado fica para trás, ele se separa da nuvem-mãe. Já nas alturas, esta ruptura dissolve o tornado e os objetos arrastados caem desordenadamente. A partir deste momento, o funil do tornado se eleva e se integra ao redemoinho (nuvem). Um final incrível e dramático para um dos fenômenos mais intrigantes da natureza.

Curiosidades Numéricas - O raio

Temido e adorado desde os primórdios da civilização, o raio continua fascinando a humanidade. O conhecimento científico que temos hoje o despojou de sua aura mística, mas na ficção, seu enorme poder desempenha um papel importante. Na história do Dr. Frankenstein, o genial e perturbado cientista utiliza o poder de um raio para infundir vida à sua criação, dando origem ao monstro homônimo e a um dos grandes clichês cinematográficos: reviver organismos inanimados por meio de uma corrente elétrica.Outro exemplo clássico da união entre ficção e raios está na primeira parte da trilogia "De Volta para o Futuro". Neste caso, é incrível não apenas a potência do raio (necessária para movimentar o carro/máquina do tempo), mas também o fato de se saber exatamente onde ele irá cair. Afinal, os raios são imprevisíveis, e até agora não existe um sistema que consiga determinar com exatidão onde um raio irá cair. Pode-se apenas calcular, aproximadamente, a distância entre sua origem e o solo. Para isso, basta contar (a partir do zero) os segundos entre o relâmpago (luz) e o trovão (som), e dividir por três. O resultado obtido indicará, aproximadamente a distância em quilômetros.


Fonte: Discovery

Curiosidades Numéricas - A Invenção do lápis

Lápis

Provavelmente um dos utensílios mais utilizados há centenas de anos, o lápis é, em geral, a primeira forma de relação com a escrita no Ocidente.
Atualmente, o preço dos lápis costuma ser baixo e acessível para todos, já que é um objeto de primeira necessidade no campo da aprendizagem e criação. No entanto, a diversificação da indústria também permite a existência de "variações" do conceito clássico do lápis, como lapiseiras ou lápis com desenhos vistosos, e também produtos criados para consumo de luxo ou artigos colecionáveis.
Neste vídeo, você descobrirá que um hectare de árvores produz cerca de 3.500.000 lápis. Se considerarmos que a cada segundo são fabricados 500 lápis, isso significa que, em mais ou menos duas horas, foram produzidos lápis suficientes para desmatar um hectare. Apesar das grandes empresas adotarem políticas de reflorestamento, é importante levar em conta o consumo de recursos naturais gerado pela produção de lápis.
A solução? Usá-los com responsabilidade! É preciso cuidar bem deles e aproveitá-los completamente. Desta forma, ajudamos o planeta a se manter verde.


Fonte:Discovery

Curiosidades Numéricas-Os três prédios mais altos de São Paulo

Você sabe quais são os 3 edifícios mais altos de São Paulo?
1º Lugar : Edifício Mirante de São Paulo com 170m de altura,localizado em frente ao viaduto Santa Efigênia desde 1960.






2ºLugar:Edifício Itália cujo nome oficial é Circolo Italiano com 165m de altura,localizado na Av.Ipiranga desde 1965.







3ºlugar: Edifício Altino Arantes mais conhecido como Edifício do Banespa inaugurado em 1947 com altura de 161m ,durante mais de 10 anos foi o mais alto de São Paulo até ser superado pelo Mirante.

A Matemática das Bicicletas



Cada pedalada de um ciclista corresponde há uma distância equivalente ao comprimento da circunferência da roda dianteira, o que justifica o fato de os primeiros modelos terem uma enorme roda dianteira. Tal mecanismo, além de exigir muito esforço do ciclista, possuía limitações para o aumento de rendimento, uma vez que o raio da roda dianteira não poderia ser maior que o comprimento da perna do ciclista.O mecanismo de transmissão usado hoje em dia para melhorar o rendimento consiste em um conjunto de duas rodas dentadas ,uma delas fixa, com pinhão livre na roda traseira, que giram sob o comando de uma corrente.As rodas possuem número diferentes de dentes, por exemplo, 14 e 42. Como o pedal está acoplado à roda dentada maior, cada volta do pedal (um giro de 42 dentes) implica três voltas da roda dentada menor já que 3.14=42. Como a roda dentada menor é a responsável por transmitir o movimento ao conjunto, podemos dizer que a bicicleta avaliada avançará uma distância igual a três vezes o comprimento da sua roda traseira para cada pedalada completa.O comprimento da circunferência C de raio r (r é a metade do diâmetro) é calculado pela fórmula C=2. pi . r (para pi o valor aproximado 3,14)e sabendo que as rodas de uma bicicleta comum têm aproximadamente 70cm ou 0,70m de diâmetro, cada pedalada implica um deslocamento de 3 vezes o comprimento da circunferência da roda,ou seja,3 . 2 . 3,14 . 0,35=6,59m. Lembrando meus queridos que r é a metade do diâmetro da roda,como a roda tem aproximadamente 0,70m,logo metade é 0,35.
Um abraço meus queridos!!!


Prof.Nivaldo Galvão